Deputada Eliane Sinhasique afirma ser contra instalação de OS na Saúde

Deputada Eliane Sinhasique afirma ser contra instalação de OS na Saúde

A líder do MDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputada Eliane Sinhasique, falou durante a sessão desta quarta-feira (14) que a implantação de uma Organização Social (OS) na administração de hospitais, representa uma porta aberta para que o mesmo seja feito em outros setores, como Educação e Segurança. A parlamentar afirmou ser contra a iniciativa. O PL, de autoria do Poder Executivo, foi derrubado por 11 votos contra.

“A implantação de uma OS na Saúde representa uma porta aberta para vários outros setores também sejam terceirizados. Ontem foi um dia complicado de debate, hoje acredito que teremos uma votação difícil, pois o governo tem um interesse enorme em instalar essas empresas terceirizadas. Há 20 anos no poder e só agora descobriu que OS é melhor, ainda mais num ano eleitoral. Por que só agora notou a existência desse problema? ” Indagou.

A oposicionista disse que o governo petista, mesmo estando há quase 20 anos no poder, só agora, apenas em ano eleitoral, reconhece as falhas existentes na Saúde. Mas questiona o porquê da necessidade de instalar uma OS. Ela citou a falta de pagamento a fornecedores do Estado e alertou o empresário que pretende prestar serviço ao Poder Executivo, pois, de acordo com ela, o mesmo não receberá o pagamento em dia do serviço prestado.
“O governador é médico e sabe que a Saúde está caótica desde que assumiu. Nenhum dos antecessores do PT conseguiu melhorar a saúde no Estado. Dizer agora que Organização Social é a melhor coisa. Como isso pode? O Hospital Santa Juliana cancelou cirurgias cardíacas por falta de pagamento do governo. Será que essa OS tem dinheiro em caixa para suportar a falta de pagamento do governo? ” Alertou.

Durante o Grande Expediente, Eliane Sinhasique disse que ao se instalar uma OS na Saúde, abre-se precedentes para que Educação, Segurança e outros setores também tenham parte dos seus serviços terceirizados. A parlamentar votou contra o projeto, que foi derrubado por 11 votos em votação no plenário.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com