Em sessão extraordinária, deputados aprovam orçamento para 2018 e PL que regulamenta servidores do Pró-Saúde

Em sessão extraordinária, deputados aprovam orçamento para 2018 e PL que regulamenta servidores do Pró-Saúde

Com o objetivo de iniciar o recesso parlamentar de fim de ano com as “gavetas limpas”, os deputados estaduais aprovaram nesta terça-feira (12), em uma sessão extraordinária, o último montante de matérias que se encontravam na pauta de votação. Dentre as matérias aprovadas, está a Lei Orçamentária para o ano de 2018, o PL fixa a despesa do Estado do Acre para o exercício financeiro do ano que vem, no valor de mais de R$ 6,6 bilhões.

Em pronunciamento, o relator da matéria, deputado Jenilson Leite (PCdoB), frisou que mesmo diante da crise econômica o orçamento obteve um crescimento de 17% comparado a 2017.

“Fiquei muito contente e satisfeito com a proposta do orçamento para 2018. Apesar das dificuldades e da crise que estamos enfrentando, nós tivemos um crescimento de 17% comparado com o orçamento de 2017, isso é maravilhoso. O orçamento de 2018 contempla, por exemplo, o término de obras importantes como a Pronto Socorro, Into e o hospital de Brasileia”, destacou.

Outro projeto aprovado pelos parlamentares, foi o de autoria do deputado Raimundinho da Saúde (Podemos) que tem como objetivo impedir a demissão dos servidores do Pró-Saúde. A matéria, que foi elaborada em parceria com os advogados do sindicato da Saúde, foi aprovada em plenário após uma longa discussão nas comissões do Poder Legislativo.

“Hoje foi um dia emblemático para nós. Depois de ser criticado por ter apresentado um projeto de lei que muitos julgavam inconstitucional, hoje obtivemos essa vitória, ele foi aprovado no plenário desta casa. Quero agradecer a todos que me ajudaram nessa luta: os servidores do Pró-Saúde, os sindicatos e os advogados que nos acompanharam até aqui. Parabéns à oposição, à situação, ao líder do governo e ao presidente desta casa. Foi um caminho longo, mas a vitória veio graças a Deus”, afirmou Raimundinho da Saúde.

Jenilson Leite, que é relator do PL, agradeceu aos servidores do Pró-Saúde por terem confiado nos deputados. “Eu tive o prazer de ser o relator dessa matéria, onde nosso parecer na CCJ foi fruto, sobretudo, de um ponto de vista que assimilamos depois de uma exaustiva discussão com os advogados e com o sindicato. Não posso deixar de agradecer aos servidores pela confiança que depositaram na gente e também ao deputado Raimundinho da Saúde pela coragem de ter apresentado esse PL. Fizemos o nosso papel, nosso parecer foi favorável”, ressaltou.

O que os outros parlamentares disseram:

Eber Machado (PSDC)
“O presidente Ney Amorim tem assegurado a democracia como nunca antes houve nesta casa, por isso conseguimos essa vitória”.

Antônio Pedro (DEM)
“Não poderia deixar de parabenizar o deputado Raimundinho da Saúde por ter apresentado esse projeto e a todos os colegas das comissões que não mediram esforços para garantir a aprovação dessa matéria. Parabéns à categoria”.

Nicolau Júnior (PP)
“Acompanhei toda a luta de vocês e estou muito feliz com a aprovação dessa matéria. Sabemos o quanto esse emprego é importante para esses servidores, por isso encampamos essa luta. Quero também destacar a boa vontade do presidente da Aleac, Ney Amorim. Ele não mediu esforços para colocar esse projeto em votação no plenário. Parabéns a todos”.

Whendy Lima (PP)
“A aprovação desse projeto é uma prova de que a união faz a força. Vocês mostraram que juntos a gente consegue o quer. Parabéns a todos os envolvidos nessa luta, a vitória de vocês é a nossa”.

Gehlen Diniz (PP)
“Quero parabenizar todos vocês, recebi centenas de mensagens pelo WhatsApp pedindo apoio para essa causa do Pró-Saúde. Essa é mais uma batalha vencida, outras virão. Continuem unidos e perseverantes. Parabenizo o presidente da Aleac, deputado Ney Amorim, que garantiu a votação desse projeto no plenário”.

Nelson Sales (PV)
“Parabenizo todos do Pró-Saúde e também os colegas deputados. Sou solidário ao deputado Raimundinho da Saúde pela coragem de apresentar o projeto, deputados Eber Machado e Jenilson Leite também e deputado Daniel Zen que foi fundamental na mediação. Por último, cumprimento o presidente Ney Amorim, que como sempre agiu de forma brilhante, um magistrado. A Aleac hoje fez uma boa história. Os embates ainda podem vir, mas o que podíamos fazer fizemos hoje”.

Chagas Romão (PMDB)
“Nesses 20 anos que estou nesta casa, nunca votei em um projeto com tanto prazer como esse de hoje, pois sabemos que estamos ajudando a sustentar a dignidade de muitas famílias. Parabenizo o deputado Raimundinho da Saúde pelo projeto e o deputado Ney Amorim por ter colocado ele em votação”.

Luiz Gonzaga (PSDB)
“Quero iniciar dizendo que esta casa hoje escreve uma belíssima página em sua história. Este é meu quarto mandato e nunca vi um projeto como esse ser aprovado. Parabenizo os servidores do Pró-Saúde, pois eles foram guerreiros e lutaram até o fim. O apoio que esse projeto está tendo aqui é uma demonstração de que o Parlamento acreano não é mais o mesmo. Meus parabéns ao presidente desta casa, deputado Ney Amorim, que tem sido um magistrado”.

Mircléia Magalhães, José Pinheiro e Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com