Deputado Antônio Pedro destaca movimento do Pró-Saúde e afirma que ‘governo é insensível’

Deputado Antônio Pedro destaca movimento do Pró-Saúde e afirma que ‘governo é insensível’

O deputado Antônio Pedro (DEM) disse em pronunciamento nesta terça-feira (12) que o governo do Estado tem sido insensível quanto aos trabalhadores do Pró-Saúde. Ele pontuou que centenas de pais de famílias não podem ser demitidos, isso porque para muitos deles a única renda que têm vem do Pró-Saúde. Ele pontuou que é favorável ao projeto de lei de autoria do deputado Raimundinho da Saúde (PTN) que altera a natureza jurídica do programa.

“Eu quero dizer que esse governo tem sido cruel com essa categoria do Pró-Saúde. Eu desde já quero manifestar o meu voto a favor de vocês. Vocês são pais de família, só tem esse emprego. Vou votar a favor de vocês. Contem comigo para o que der e vier”, disse o parlamentar.

Antônio Pedro falou, ainda, a respeito da audiência pública promovida em Xapuri pela Comissão de Legislação Agrária da Aleac. O parlamentar agradeceu o apoio do presidente da Aleac, deputado Ney Amorim (PT), e do presidente da Comissão, deputado Lourival Marques (PT). Ele falou da importância de fomentar a produção rural.

“Quero falar também do sucesso da audiência pública que através do meu requerimento foi realizada ali em Xapuri para discutirmos a produção rural. Quero agradecer ao presidente Lourival Marques e ao presidente Ney Amorim que liberou esse requerimento. Foi um sucesso, contou com mais de 150 produtores. Aqui nesta casa eu cobrei esse assunto. Os produtores de leite se reuniram com os secretários, eu só espero que seja cumprido o que foi acordado lá. O nosso estado só vai crescer quando o governo olhar para o setor produtivo. A minha luta tem sido travada aqui nesta casa nesse sentido. Temos o exemplo de Rondônia que produz tudo e o Acre engatinhando. São 20 anos do governo do PT e não saiu do lugar”, afirmou.

Finalizando, o democrata falou a respeito da situação dos trabalhadores da Fábrica de Preservativos Natex. Ele frisou que os funcionários estão há dois meses sem receber os salários. “Fica a nossa cobrança, que possa ser resolvido. Quero fazer um outro pedido a respeito da Eletrobras. A região do Seringal Cachoeira e Recanto do Equador está sem energia desde domingo. Que a Eletrobras se manifeste”, disse o parlamentar.

José Pinheiro
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com