Deputada Eliane Sinhasique diz que gestão da Secretaria de Segurança é incompetente

Deputada Eliane Sinhasique diz que gestão da Secretaria de Segurança é incompetente

A deputada Eliane Sinhasique (PMDB) afirmou durante a sessão desta quarta-feira (29) que a administração da Secretaria de Estado de Segurança é incompetente. A parlamentar ressaltou que o governador se contradiz e com certeza não tem acesso aos dados sobre assaltos e mortes ocorridos no Estado.

Eliane Sinhasique afirmou que o governador Tião Viana (PT) em determinados momentos afirma que a situação na segurança está crítica e em outros diz que está tudo sob controle. Ela criticou o gestor e apontou dados sobre mortes violentas ocorridas no Estado este ano.

“Acho impressionante como o governador muda de discurso da noite para o dia. Provavelmente ele não tem acesso aos dados da Secretaria de Segurança Pública, 294 pessoas foram assassinadas até ontem no Acre. Temos mais de 600 jovens entre 13 e 21 anos cumprindo pena socioeducativa”, argumentou.

Eliane Sinhasique destacou também que existem quase cinco mil inquéritos policiais não resolvidos e deu o exemplo de sua assessora, Joelma Dantas, que teve o carro roubado há nove meses e nesse período já recebeu 25 multas advindas de infrações cometidas pela pessoa que roubou o veículo.

“A sensação de impunidade estabelecida faz com que os bandidos continuem cometendo crimes, pois sabem que nada acontecerá com eles. O carro da minha assessora foi roubado há nove meses e as multas continuam chegando na casa dela. Há falta de gestão e seriedade com a coisa pública, pois após nove meses esse veículo roubado ainda não faz parte do sistema de informação sobre roubo. O cara roubou o carro de uma trabalhadora, está desfilando por aí, pegando multa e as blitz não o param”, lamentou.

Durante o tempo destinado à Explicação Pessoal dos parlamentares, Eliane Sinhasique disse que a culpa do acreano atualmente pagar uma das maiores taxas no Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na conta de energia é do senador Jorge Viana (PT). De acordo com ela, o político teria permitido, enquanto governava o Estado, um aumento de 17% para 25%, alegando que seria temporário, mas após vários anos o valor ainda não foi baixado.

“Enquanto era governador, Jorge Viana ludibriou as pessoas falando que esse aumento seria por apenas um período, mentiu. Jorge Viana mentiu! Aumentou de 17% para 25% e nunca mais falou em baixar isso. Entrou Binho Marques, em seguida Tião Viana, que recebeu nosso pedido para redução e simplesmente ignorou. Só quem pode aumentar ou diminuir impostos é o governador do Estado”, finalizou.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com