“Enquanto essa quadrilha armazena combustível em piscina, alunos ficam sem aula”, afirma deputado Nelson Sales

“Enquanto essa quadrilha armazena combustível em piscina, alunos ficam sem aula”, afirma deputado Nelson Sales

Durante sessão realizada nesta terça-feira (31), o deputado Nelson Sales (PV) falou sobre Operação Buracos, deflagrada pela Polícia Federal, que conduziu coercitivamente o prefeito Marcus Alexandre para prestar depoimento. O parlamentar denunciou que alunos da zona rural de Capixaba estão sem ir às aulas por falta de combustível no transporte escolar.

A Operação Buracos é uma investigação feita pela Polícia Federal em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU), Tribunal de Contas da União (TCU), Receita Federal e Ministério Público Federal (MPF). Ela investiga o desvio de R$ 700 milhões em recursos públicos. O prefeito da capital e sua esposa estão entre as 14 pessoas conduzidas coercitivamente para depor.

“O que a gente ouviu no depoimento daquele senhor que denunciou isso nem as maiores facções fazem. Foram 30 mil litros de gasolina jogados numa piscina, ninguém tem limite, usam o dinheiro público como querem. As verdades estão vindo à tona e muito mais irá aparecer. Afirmo que o prefeito Marcus Alexandre pode até não ser culpado, mas com certeza foi omisso”, ressaltou.

Nelson Sales criticou o líder do governo na Aleac, deputado Daniel Zen (PT), por tentar pregar que a oposição faz complô contra o PT. Disse ainda que o Partido dos Trabalhadores nunca assume seus erros.

“Do jeito que o líder do governo fala, parece que só tem santo nesse partido. Mais uma vez o Acre é envergonhado com uma lambança dessas. Por que o PT nunca quis que o Dnit tivesse uma superintendência no Acre? Para não descobrir essas coisas. O povo do Acre precisa ficar atento, pois não suporta mais isso. Agora tentam desqualificar até mesmo o trabalho da Polícia Federal, uma instituição que tem mudado esse país, tenha santa paciência. Quem fez tem que pagar”, afirmou.

O parlamentar também denunciou que alunos da zona rural de Capixaba estariam sem ir às aulas, pois o ônibus que faz o transporte dos estudantes está sem combustível. Disse ainda que toda véspera de eleições o PT tenta fazer grandes obras e que os órgãos fiscalizadores devem ficar atentos quanto a isso.

“O município de Capixaba está vivendo uma situação irônica, desde a semana passada os alunos da zona rural estão sem aula pois o ônibus que faz o transporte desses alunos está sem combustível. Enquanto essa quadrilha deposita combustível em piscina, os alunos ficam sem aula”, finalizou.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com