Deputada Eliane Sinhasique questiona uso de policial para fazer segurança da filha do governador

Deputada Eliane Sinhasique questiona uso de policial para fazer segurança da filha do governador

Na sessão desta quarta-feira (11), a deputada Eliane Sinhasique (PMDB) questionou o fato de policiais estarem sendo usados para fazer a segurança de familiares do governador Tião Viana (PT). Ela relatou a respeito de reportagem veiculada em um site local que demonstra que  uma policial militar teria acompanhado a filha de Tião Viana a Brasília. Eliane Sinhasique disse que enquanto isso acontece, a população acreana sofre com a insegurança.

“Eu tenho dois assuntos para tratar. Um deles diz respeito à questão da violência. A gente abre o Diário Oficial e vê as diárias pagas a uma policial para fazer a segurança da filha do governador em Brasília. A alegação dada é que o governador e sua família estão sofrendo ameaças. E o povo do Acre, não está sofrendo ameaças não? O povo do Acre está sendo ameaçado dentro de suas casas, nas paradas de ônibus, nos comércios. O Estado gastou mais de R$ 6 mil com a filha de Tião Viana. É um absurdo. Foram mais de 20 pessoas mortas, assassinadas agora no começo de outubro. Estamos vivendo um estado de insegurança inimaginável. Só quem tem direito é a filha do governador, que tem em seu gabinete mais de 90 policiais. O discurso é um e a prática é outra. O discurso diz que tem que forçar o parto. Mas quando é a filha do governador, coloca dentro de um avião e vai ter filho em Brasília. Que esquema de plantão é esse que precisa de 90 policiais para atender o governo? Quando a filha viaja tem que ir uma escolta. E nós, como ficamos?”, questiona.

Outro assunto levantado por Eliane Sinhasique na tribuna da Aleac é a respeito das obras executadas pelo Depasa no Bairro Vitória, em Rio Branco. Ela destacou que com a forte chuva da última terça-feira (10), as residências da rua Alvorada foram completamente alagadas. A causa seria o péssimo serviço de drenagem feito no local pelo Programa Ruas do Povo, segundo a deputada.

“Depois que fizeram um sistema de drenagem porcaria na rua Alvorada, no bairro Vitória, as casas começaram a alagar. As pessoas perderam móveis. Obras feitas sem fiscalização, sem critério. Até quando isso vai acontecer? Até quando vamos ter investimentos para o Ipê e não vamos ter investimentos para o Palheiral, Sobral, São Francisco? Realmente estamos vivendo um desgoverno. Gasta muito e gasta mal. O Lago do Amor na entrada do Ipê é para valorizar a aquela área. O povo do Vitória ficou ontem com as casas debaixo d’água. Jogaram dinheiro fora e pioraram a vida das pessoas. Mas dois milhões de reais para fazer projeto paisagístico para ficar lindo na foto tem. Isso precisa mudar”, argumenta.

José Pinheiro
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com