Assembleia Legislativa realiza sessão solene em homenagem a assistentes sociais

Assembleia Legislativa realiza sessão solene em homenagem a assistentes sociais

A Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) realizou na manhã desta quinta-feira (11) sessão solene em homenagem ao Dia do Assistente Social, que é comemorado no dia 15 de maio. A solenidade foi proposta pelo deputado Jenilson Leite (PCdoB), através de requerimento aprovado por unanimidade em plenário.

O presidente em exercício da solenidade, deputado Jenilson Leite (PCdoB), agradeceu a presença dos assistentes sociais, lembrando que os mesmos exercem um papel importante, contribuindo para mudar os rumos da política social do Acre.

“Sejam todos bem-vindos à casa do povo. Esta solenidade é uma homenagem mais do que justa, pois os assistentes sociais se dedicam diariamente à luta por melhores condições de vida, saúde e trabalho para grupos sociais menos favorecidos ou à margem da sociedade. ”, afirmou.

O parlamentar fez questão de destacar a importância do assistente social para a melhoria da qualidade de vida da população. “Nossa intenção é buscar melhorias para esses profissionais que tanto contribuem com nossa sociedade. Eles são protagonistas na luta pela consolidação dos direitos e construção de uma nova sociedade para todos. Profissionais que fazem a história, não apenas no dia 15 de maio, mas todos os dias do ano”, frisou.

Em pronunciamento, Sandra Maria Amorim, Presidente do Conselho Regional de Serviço Social, destacou as bandeiras de luta que a categoria defende. “O dia 15 de maio não é uma data comemorativa para nós, mas uma data em que reivindicamos aquilo que nós acreditamos que é necessário para fortalecer o nosso trabalho. Neste ano, a nossa campanha foi contra a reforma trabalhista, dissemos não à Reforma da Previdência, porque ela impacta nas nossas ações e na vida social dos nossos usuários”, enfatizou.

Sandra Amorim também destacou a importância da atuação do assistente social na área da educação. “Precisamos de mais profissionais que atuem na área da educação, pois nós acreditamos que a educação é o primeiro passo para a emancipação humana. A presença dos assistentes sociais nas escolas expressa uma tendência de compreensão da própria educação em uma dimensão mais integral. Nós temos que dar as mãos e lutar diariamente para sermos reconhecidos e inseridos em outras áreas”, complementou.

A vice-prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), prestigiou a sessão em homenagem aos assistentes sociais. Disse que o momento também é oportuno para uma reflexão quanto aos rumos que a profissão deve seguir. Para ela, é necessária a valorização profissional da categoria.

“Quero dizer da minha satisfação e agradecer pelo convite de estar nesta merecida homenagem aos assistentes sociais. Só poderia partir de alguém sensível como o senhor, deputado Jenilson. Dizer a cada um, que para mim é uma honra imensa estar aqui com vocês neste momento. Os assistentes sociais têm uma forte presença na minha trajetória profissional. É preciso rever os pisos salariais da categoria, é momento de reflexão. Eu penso sempre que para além de prestar o reconhecimento, precisamos também fazer aquilo que a Elza falou, que é uma avaliação da profissão”, destacou.

A coordenadora do curso superior de Serviço Social da Uninorte, Siomary Benevides, ressaltou a importância da profissão para a sociedade. De acordo com ela, a atividade permite um olhar humanístico diante da realidade apresentada. Siomary agradeceu a Aleac pela iniciativa de homenagear a categoria.

“É uma grande satisfação estarmos participando deste momento. Acredito que temos que buscar sempre o conhecimento. É uma profissão muito bonita, no sentido de que temos uma visão geral sobre as coisas. A gente aprende a ver o indivíduo como deve ser. Parabenizo a todos pelo exercício profissional, que deve ser desempenhado com ética. Agradeço a Assembleia Legislativa por essa iniciativa aqui”, pontua.

A deputada Eliane Sinhasique (PMDB) falou da importância do assistente social para o alcance de uma sociedade mais justa e igualitária. “O profissional que ajuda os mais carentes, os menos favorecidos a ter acesso aos direitos universais é o assistente social. Quando você consegue fazer com que uma pessoa tenha acesso a um programa como o Bolsa Família, que é um programa maravilhoso, é gratificante. Agora sei também o quanto dói chegar a uma casa caindo aos pedaços e não conseguir resolver a situação, não conseguir ter acesso a um dos colchões que estão ali armazenados no Aviário”, pontua a peemedebista.

Mircléia Magalhães e José Pinheiro
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com