Aleac realiza sessão solene em homenagem ao Proerd

Aleac realiza sessão solene em homenagem ao Proerd

A Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) realizou na manhã desta quinta-feira (27) sessão solene para homenagear o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). A solenidade foi solicitada pela deputada Eliane Sinhasique (PMDB), por meio de requerimento aprovado por unanimidade em plenário.

Participaram da sessão o coronel Ricardo Brandão – subcomandante da Polícia Militar do Acre; coronel Carlos Gundim – Secretário Adjunto de Órgãos Colegiados da Secretaria de Segurança Pública; capitã Eliana Maia – coordenadora estadual do Proerd; Silzete Lima – representando o secretário de Educação do Estado, Marco Brandão; professor Augusto Rosas – coordenador de Gestão da Secretaria Municipal de Educação; e os alunos da Escola Manoel Machado.

Em pronunciamento, o presidente, em exercício, do Poder Legislativo, deputado Eber Machado (PSDC), destacou a importância do projeto para a sociedade. “Primeiramente quero justificar a ausência do presidente desta casa, deputado Ney Amorim. Ele viajou acompanhando sua esposa devido a um problema de saúde. Ney Amorim, assim como eu, é um grande admirador desse projeto. Nós sabemos o quanto o Proerd é fundamental no combate às drogas e à violência, preparando as crianças de modo atrativo e dinâmico para lidar com possíveis ofertas que envolvam dependência química em geral”, destacou.

Eliane Sinhasique explicou que o objetivo da sessão é reconhecer os vários e relevantes serviços prestados pelo programa, tendo em vista sua participação na assistência social, cidadania e educação às crianças e adolescentes do Estado. Para ela, o Proerd é uma grande arma no combate à criminalidade.

“Esse programa é uma vacina poderosa contra a criminalidade. Sou mãe de um aluno que passou pelo programa e por isso sei da força que esse projeto tem na vida de uma criança. O Proerd ensina a criança a dizer não, a fazer suas escolhas, a se portar no mundo fora, a se desviar de ciladas, e isso é essencial na fase de desenvolvimento da criança”, disse.

A parlamentar disse ainda que apesar da boa atuação do programa no Estado, o número de crianças formadas pelo projeto precisa ser ampliado. “Depois de 18 anos de atuação o Proerd atingiu 144.507 crianças, mas precisamos atingir mais. Temos que atingir todas as crianças do Acre nessa faixa de 9 e 12 anos. É claro que o programa enfrenta ainda algumas dificuldades, para fortalecer esse trabalho é preciso uma quantidade maior de veículos e combustível, por exemplo. Precisamos também de camisetas e outros materiais. Nesse sentido, me coloco à disposição para ajudar no que for preciso, um projeto importante como este não pode perder a força”, complementou.

A coordenadora do Proerd no Estado, capitã Eliana Maia de Andrade, disse que o programa não é apenas um instrumento de combate às drogas, mas, sim, um elo entre a comunidade e a Polícia Militar. Ela citou que nesses 18 anos de Proerd mais de 144 mil crianças passaram pelo programa.

“O Proerd é um braço da polícia comunitária. O privilegio é ainda maior porque nesses 18 anos de Proerd, estou há 15 anos participando dele. Passamos por muitos momentos de verdadeira satisfação, pelo o efeito do trabalho desenvolvido nas escolas. Eu entendo que o Proerd é, de fato, uma verdadeira parceria entre a comunidade e a polícia. Os policiais que estão ali foram selecionados através de um perfil. Cento e quarenta e quatro mil quinhentas e sete crianças participaram dessa iniciativa nesses 18 anos”, argumentou.

O professor Augusto Rosas, coordenador de Gestão da Secretaria Municipal de Educação, destacou que o Proerd atua em 26 escolas municipais e atinge ao todo 58 turmas. “Tenho muito orgulho de fazer parte desse programa, a Secretaria Municipal de Educação sempre estará à disposição para desenvolver ações que fortaleçam ainda mais esse projeto. O Proerd atua em 26 escolas municipais desenvolvendo ações em 58 turmas. Um programa incrível, que as escolas acreanas têm abraçado e desenvolvido com carinho e dedicação”, ressaltou.

Em pronunciamento, a deputada Maria Antônia (PROS) falou da importância do Proerd para a sociedade acreana. Disse que desde o tempo em que foi oficial no Cartório de Registro Civil de Rodrigues Alves já colaborava com o programa.

“Gostaria de cumprimentar a todos e dizer que do Proerd só tenho boas lembranças. Como oficial do Cartório de Registro Civil de Rodrigues Alves, eu gostava muito de dar aquele apoio ao Proerd. Eu só tenho a parabenizar esse programa tão importante. É um programa essencial para a vida dos jovens do nosso Estado”, ressaltou a deputada Maria Antônia.

Eliane Sinhasique entregou ainda Moções de Aplauso em reconhecimento ao efetivo trabalho social realizado pelo Proerd com as crianças e adolescentes.

O Proerd foi criado nos Estados Unidos e trazido para o Brasil em 1992. Trata-se de um programa preventivo e estratégico voltado aos alunos do 5º ano do ensino fundamental, que mostra os efeitos das drogas e ensina as habilidades necessárias e motivação para manter-se afastado das drogas. O programa é aplicado em parceria nas escolas, durante 10 semanas, com uma aula por semana ao longo do semestre.

Os instrutores são policiais militares fardados que, acompanhados pelos professores das turmas, passam lições que objetivam o desenvolvimento da autoestima, cidadania e civilidade, além de ensinar técnicas de autocontrole e resistência às pressões dos companheiros às formas de oferecimento das drogas por pessoas estranhas ao convívio das crianças e adolescentes.

No Estado do Acre o Proerd foi implantado no ano de 1999, sob coordenação da Polícia Militar, com o apoio da Secretaria de Educação do Estado e do município de Rio Branco.

Mircléia Magalhães e José Pinheiro
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com