“O governo manda, a base obedece e a oposição não consegue se impor porque é minoria”, afirma deputado Gehlen Diniz

“O governo manda, a base obedece e a oposição não consegue se impor porque é minoria”, afirma deputado Gehlen Diniz

O deputado Gehlen Diniz (PP) falou durante a sessão desta quarta-feira (30), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), sobre o aumento de R$ 50 mil que o governo propôs para a Segurança Pública. O oposicionista afirmou se sentir envergonhado e impossibilitado de agir contra essa decisão.

“Já me sinto mais seguro! E o governador ainda diz que a Segurança é prioridade. Com toda essa onda de violência que estamos vivendo e a falta de investimento na Segurança ainda teremos apenas 50 mil para ajudar. Por que não cortam da publicidade? ” Indagou.

Gehlen Diniz afirmou ainda que setores como segurança, educação e saúde deveriam ter total prioridade na destinação de verbas públicas. E ressaltou que no momento de crise econômica são essas as áreas que devem ser priorizadas.

“O orçamento da saúde foi reduzido em R$ 12 milhões. Existem escolas caindo aos pedaços, as filas nos hospitais são quilométricas, faltam profissionais e medicamentos. Que Estado é este? Se estamos em crise e tem que cortar, quais são as prioridades? Tem que saber de onde tirar, mas existem áreas imexíveis”, ajuizou.

O parlamentar concluiu seu discurso afirmando se sentir impossibilitado de fazer algo para mudar essa situação, uma vez que, de acordo com ele, “o governo manda, a base obedece e a oposição não consegue se impor porque é minoria”.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com