Major Rocha pede transferência de sessões para Tarauacá e comenta caso Petrolão

major191114O deputado de oposição Major Rocha (PSDB) voltou a pedir a aprovação do requerimento que transfere parte do Poder Legislativo acreano para o município de Tarauacá atingido pela cheia dos rios Tarauacá e Muru. O parlamentar defendeu que cada parlamentar disponibilize suas assessorias no apoio às pessoas alagadas. “Queria que fosse votado ainda hoje o requerimento que apresentei que transfere parte do Poder Legislativo e de seus membros para o município de Tarauacá. O pedido é para que esta Casa se mobilize. Vários parlamentares podem ajudar”, disse o deputado tucano.

Major Rocha comentou em seu pronunciamento o episódio que envolve membros do Governo Federal, empreiteiros, doleiros que são acusados do desvio de bilhões de reais dos cofres da Petrobrás. O parlamentar confirmou que assinará o pedido de CPI que deve ser instaurada no próximo ano em Brasília para apurar a fundo os fatos.

Há indícios, segundo ele, de envolvimentos de outros programas do Governo Federal no desvio de verbas públicas como o Programa de Aceleração do Crescimento e em obras como as usinas de Jirau e Santo Antônio.

Major Rocha (PSDB) defendeu a instauração de uma CPI local para apurar possíveis desvios de recursos das hidrelétricas de Santo Antonio e Jirau que podem ter sido usados para financiar campanhas no Acre.

“Seria bom se fosse instalada uma CPI para apurar os desmandos que aconteceram neste governo. Se foram desviado recursos da hidrelétrica para financiar campanhas aqui no Acre. Isso seria, é sem dúvidas, do interesse do povo acreano”, disse o deputado acreano.

Quanto a Operação G7, Rocha disse que novas revelações devem surgir nos próximos dias sobre pessoas que participaram do esquema de corrupção desvendado pela Polícia Federal em maio de 2013.

“Novas revelações vão surgir sobre pessoas que participaram do G7. É necessário também se apurar a questão do TFD, escândalo que desviou mais de R$ 1 milhão em recursos”.

O parlamentar pediu ao líder do Partido dos Trabalhadores na Casa, deputado Geraldo Pereira, que deixasse o PMDB do Acre fora da discussão. Segundo ele, o PMDB acreano sempre foi oposição ao PT.  Rocha pediu, ainda, que o parlamentar petista não comparasse os esquemas de corrupção petistas com as acusações do PSDB por desvios de verbas públicas que até o momento não foi provado nada contra os tucanos.

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com