Deputado Gehlen Diniz critica governo por não liberar emendas parlamentares

Deputado Gehlen Diniz critica governo por não liberar emendas parlamentares

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na sessão desta quarta-feira (16), o deputado Gehlen Diniz (PP) criticou o governo do Estado por não liberar as emendas parlamentares que, segundo ele, equivalem ao total de R$ 100 mil. O oposicionista relatou que ano passado destinou suas emendas a duas instituições religiosas, entretanto ambas não receberam os recursos.

“No primeiro ano de mandato destinei R$ 50 mil em emendas para a Paróquia São Peregrino e os outros R$ 50 mil para a igreja de Sena Madureira e ambas não receberam os recursos. Hoje, eu entendo por que essas emendas nunca chegaram às instituições, elas não saíram e nunca vão sair. O governador não libera essas emendas e ele não está nem aí. Poderia até ser emenda impositiva, mas não é porque a base governista só faz o que o governo quer, essa é a verdade”, disse.

O parlamentar falou ainda sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sehab que, segundo ele, ainda não foi instalada porque a casa legislativa aguarda uma decisão judicial. A CPI tem como objetivo investigar a participação de agentes públicos da Secretaria de Habitação de Interesse Social do governo do Acre no esquema de venda ilegal de casas e fraudes no programa habitacional do Estado.

“O jornalista Luiz Carlos Moreira Jorge fez uma matéria afirmando que todo mundo está amoitado com relação à instalação da CPI da Sehab. Espero que essa afirmação não tenha sido direcionada a nós, parlamentares, porque não tem ninguém amoitado nesta Casa. O MP já se manifestou favorável a CPI e nós estamos aguardando a decisão judicial para dar prosseguimento ao processo, e isso não cabe a nós”, explicou.

O deputado disse também que a notícia de que o governador Tião Viana (PT) estaria se esforçando para garantir o pagamento do 13º salário dos servidores chega a ser uma “gozação”. Gehlen Diniz frisou que o pagamento será devidamente realizado e que o mesmo é uma obrigação do poder público.

“Tenho acompanhado as notícias e muitos estão falando sobre o esforço sobre-humano que o governador do Estado estaria fazendo para dar conta de pagar o 13º dos servidores, isso é uma gozação com o funcionário público. Sabemos que o dinheiro existe e que o 13ª será devidamente pago e isso não é nenhum favor do governo para os servidores, é obrigação. O governador só quer se passar por bonzinho, coitadinho. Pare de fazer isso governador, o servidor público não merece isso”, complementou.

Para concluir, o deputado falou das precárias condições das unidades de saúde, principalmente no interior do Estado. “Tenho recebido inúmeras reclamações sobre o atendimento precário nos hospitais do Estado. Em Sena Madureira, por exemplo, a situação é caótica. Ultimamente muitos bebês foram a óbito no hospital daquele município e não podemos ficar de braços cruzados. O governo do Estado tem que tomar medidas enérgicas para melhorar o atendimento nas unidades de saúde do Acre”, concluiu.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com