Jamyl Asfury quer convocar representantes das operadoras de planos de saúde

jamyl051114O 2º vice-presidente da Aleac, deputado Jamyl Asfury (PEN), apresentou na sessão desta quarta-feira, 5, requerimento convocando representantes de operadoras de planos de saúde com sede no Estado para prestar esclarecimentos sobre os procedimentos de atendimento aos usuários. Para o deputado o tratamento que as operadoras estariam oferecendo aos usuários de planos de saúde tem deixado a desejar, ele citou como exemplo o atendimento recebido por sua esposa  no Acre e em Goiânia.

“São inúmeras irregularidades cometidas pelos médicos credenciados nas empresas, sem falar no tratamento que as operadoras estão oferecendo aos usuários de planos de saúde que em minha opinião tem deixado a desejar. Só para se ter ideia eu fui surpreendido em Goiânia com um tratamento totalmente diferenciado do que acontece na rede de médicos credenciados do nosso Estado”, afirmou.

O deputado relatou que teria marcado uma consulta para sua esposa no dia que chegou a Goiânia, sendo atendido no dia seguinte por um médico credenciado do plano de saúde que ele paga. “Minha esposa queria marcar a consulta antes de viajar para ter a certeza de que seria atendida logo, nós deixamos para marcar a consulta no dia em que chegamos a Goiânia e ela foi atendida no dia seguinte. No Acre minha esposa foi informada que levaria até dois meses para ser atendida, descumprindo a regulamentação da Agência Nacional de Saúde nesta questão”, disse.

Jamyl Asfury pediu que a Comissão de Saúde da Aleac tomasse providências pedindo o cumprimento das regras para funcionamento das operadoras de plano de saúde no Estado. “Temos uma Comissão aqui na Assembleia que trata especificamente de casos relacionados à saúde, precisamos fazer uma reunião, convocar todos os representantes de planos de saúde, em especial, a Unimed, para que expliquem o motivo de uma consulta básica ultrapassar o prazo máximo de atendimento de 70 dias”, complementou.

Ainda de acordo com o deputado, os médicos credenciados estariam preterindo as consultas de usuários de planos de saúde, dando prioridade para quem pagar no ato da consulta. “Quando a gente liga para marcar uma consulta eles perguntam logo é pelo plano de saúde ou particular? Se for pelo plano eles marcam para duas semanas depois, se a gente fala que é particular o atendimento é imediato, como assim? Plano é particular. Eles não podem fazer isso”, concluiu.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com