Deputados da Comissão de Sindicância da maternidade alegam não ter acesso aos prontuários de pacientes

A Comissão de Sindicância da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) que investiga as mortes e danos causados a bebês na Maternidade Bárbara Heliodora se reuniu na manhã de hoje (17) para tratar a respeito do impedimento que membros do grupo estão enfrentando para ter acesso aos prontuários das pacientes.

Após solicitarem os documentos necessários para as investigações, membros da Comissão tiveram o pedido negado por parte da direção da maternidade. O presidente da Comissão, deputado Heitor Junior (PDT), disse que agora irá aguardar a interpretação do setor jurídico da Aleac para tomar as medidas cabíveis e ter acesso aos prontuários.

“Nós queremos saber o parecer da Secretaria de Saúde do Estado sobre esse impedimento que estamos tendo para ter acesso aos prontuários. Nós entendemos que é um ato administrativo, uma vez que necessitamos desses documentos para darmos prosseguimento à investigação, ” destacou.

O parlamentar disse que a sociedade cobra uma resposta sobre o processo de sindicância e que a Comissão está trabalhando para isso. Ressaltou ainda que logo após o parecer do jurídico da Aleac o grupo vai se reunir novamente para decidir o próximo passo a ser dado.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com