Deputado Heitor Júnior comenta reunião da Comissão de Sindicância que apura mortes de bebês na maternidade

Deputado Heitor Júnior comenta reunião da Comissão de Sindicância que apura mortes de bebês na maternidade

heitor170816O deputado Heitor Júnior (PDT) comentou, durante seu pronunciamento nesta quarta-feira (17), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), a respeito da reunião que a Comissão de Sindicância que apura a morte de recém-nascidos na Maternidade Bárbara Heliodora realizou nesta quarta. Ele disse que todos os prontuários referentes às mortes foram solicitados.

“Venho aqui falar como presidente da Comissão de Sindicância que apura as mortes ocorridas na Maternidade Bárbara Heliodora. Nós tivemos uma reunião importante com os membros da Comissão para prestar contas para a sociedade que nós estamos apurando em detalhes. Estamos solicitando todos os prontuários relacionados às mortes suspeitas. Estamos contando com a colaboração dos deputados e da direção daquela unidade de saúde”, disse o parlamentar.

Outro assunto levantado pelo pedetista é quanto ao uso de bebidas alcoólicas por pessoas que estão em tratamento para combater a hepatite. Segundo ele, esteve visitando pelo menos seis pacientes que ao fazerem uso dos novos inibidores de proteases também estariam ingerindo bebidas alcoólicas, algo totalmente nocivo ao tratamento.

“Apesar do esforço governamental, muitos pacientes que estão tomando a nova medicação para hepatite C estão voltando a fazer uso de bebidas alcoólicas. Pelo menos seis pessoas que tomaram a medicação estão ingerindo bebidas alcoólicas. Esses novos inibidores de proteases são os últimos recursos da medicina para o tratamento da hepatite. A hepatite atinge a corrente sanguínea e se acomoda no fígado. Os vírus amam o álcool. É muito triste saber que tem pessoas fazendo o uso de bebidas alcoólicas enquanto se tratam ou após o tratamento”, citou.

Heitor Júnior disse que, em média, 10 a 15 pessoas vão a óbito todos os meses no Estado. “Temos de 10 a 15 óbitos mensais por conta das hepatites. Faço aqui o registro com muita tristeza. Eles estão com a morte anunciada”, lamenta.

O deputado acrescentou ainda que irá a Brasília, juntamente com os representantes da Associação dos Portadores de Hepatites do Acre (Aphac), para solicitar o envio de mais 500 novos tratamentos para o Estado. “Até dezembro estaremos contemplando mais 500 pessoas. Isso é salvar vidas. É um projeto político que ajuda a salvar vidas todos os dias. Quero parabenizar a Aphac pelo belíssimo trabalho”, pontua.

José Pinheiro
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com