Comissão de Saúde da Aleac se reúne com Sindicato dos Profissionais em Radiologia

comtecradiol0506.14
O Sindicato dos Profissionais em Radiologia do Estado do Acre (Sinprorad), foi recebido na manhã desta quinta-feira, 5, pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa. A categoria veio pedir o apoio dos deputados para o reconhecimento do exercício da profissão, baseado na Lei Federal 9.394/85 e do Decreto 92.790/86, bem como a regularização de salário, insalubridade, aposentadoria especial, carga horária, férias e outros benefícios. O artigo 16 da lei fixa o piso profissional da classe em valor equivalente a dois salários mínimos, acrescidos do adicional de 40% de risco de vida e insalubridade.

Durante a reunião os dirigentes do Sindicato pediram que os parlamentares interviessem na situação negociando os benefícios que eles não estariam recebendo do Governo do Acre. Segundo o presidente do sindicato, Jean Marcos, o Acre é o único Estado que não cumpre a lei federal.  “Há 15 anos paramos no tempo, nós trabalhamos todos os dias sem condições e sem um salário digno. Só o Acre não cumpre a lei por isso estamos aqui para pedir apoio aos deputados. Colocamos nossa vida em risco por conta da radiação e fazemos isso porque amamos a Radiologia, nós apenas queremos ser reconhecidos pelo Governo do Estado”, disse.

Ainda de acordo com o presidente, muitos profissionais estão com problemas de saúde devido à radiação. “Não estamos pedindo nada que não temos direito, apenas queremos que a lei federal seja obdecida pelo Governo do Acre. Trabalhamos muito e merecemos ser mais bem gratificados, tem profissionais que já pararam de trabalhar por conta da radiação e com o salário que a gente ganha não dá nem para comprar os medicamentos”, complementou.

Após ouvir o relato dos dirigentes do Sindicato, o presidente da Comissão de Saúde da Aleac, deputado Eduardo Farias (PCdoB), afirmou que fará o encaminhamento das reivindicações dos profissionais ao Governo do Estado. O parlamentar informou que já havia dialogado com o governador Tião Viana (PT) a respeito da situação dos profissionais.

“A ideia é abrir um canal de discussão com o governo sobre o caso, já conversei com Tião Viana sobre o assunto e nossa intenção é continuar dialogando. Acho difícil que a lei seja implementada ainda este ano por conta do período eleitoral, mas podemos debater as reivindicações e quando tudo estiver definido com o sindicato apresentarei um anteprojeto para ser votado após as eleições e, consequentemente, implementado ano que vem”, disse.

Participaram da reunião os deputados estaduais Chagas Romão (PMDB), Major Rocha (PSDB), Toinha Vieira (PSDB) e Marileide Serafim (PSL).

Mircléia Magalhães
Foto: J. Simão
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook