Moisés Diniz lamenta ataque de sindicalistas de Rondônia

moises040614
O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Moisés Diniz (PCdoB), subiu à tribuna na sessão desta quarta-feira, 4, para repudiar os “ataques” que sofreu nesta manhã no Salão Nobre, local que dá acesso ao plenário da Aleac. Moisés relatou que membros do Sindicato dos Soldados da Borracha de Rondônia entraram sem autorização na área restrita apenas a deputados pedindo satisfações das declarações que a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) tem dado a respeito do ex-seringueiro Belizário Costa, de 96 anos, que teve sua primeira aparição no Congresso Nacional, durante sessão solene.

Segundo o deputado, eles o abordaram com grosseria e covardia. “Eles entraram sem autorização, sem nem sequer se apresentar e já foram apontando o dedo na minha cara e chamando a Perpétua de mentirosa. Esta é a Casa do Povo, não é a casa da luz vermelha não, merecemos no mínimo respeito”, disse.

O parlamentar disse que acionará o Ministério Público Federal bem como a Polícia Federal para investigar o acontecimento. “Depois da confusão que eles fizeram pedimos para que os seguranças os retirassem do Salão Nobre. Agora vamos acionar o MFP e a Polícia federal, eles vão ter que explicar o que eles vieram fazer aqui e quem está bancando isso, já que eles têm dinheiro para viajar para cima e para baixo para atacar as pessoas e vivem dizendo que o Soldado da Borracha ganha pouco”, complementou.

Para o deputado, o debate acerca da aprovação da indenização de R$ 25 mil para os Soldados da Borracha está totalmente equivocado, ele ressaltou que toda bancada federal do Acre votou favorável ao projeto e que somente a deputada Perpétua Almeida está sendo “atacada”.

“Estão brigando de graça porque todos os deputados federais votaram favorável à indenização de R$ 25 mil. Se foi assim que aconteceu, porque só a deputada Perpétua está sofrendo ataques se Márcio Bittar, Gladson Cameli, Henrique Afonso e outros concordaram com o esse valor? Estamos vivendo um momento em que qualquer malandragem vira verdade, estou impressionado com a qualidade de alguns políticos do Acre”, enfatizou.

Para concluir, o deputado disse que está pronto para o debate. “Porque essas pessoas que estão atacando a Perpétua não vêm debater comigo? Vamos debater juntos, parem de bater só em mulher, Perpétua é uma mulher justa sempre que ela fazia a abertura de uma plenária para tratar da questão dos soldados ela homenageava ex-senador Aluízio Bezerra reconhecendo que ele também contribuiu para as grandes conquistas desses trabalhadores. Vamos fazer um debate justo e digno sobre o assunto”, concluiu.

Mircléia Magalhães
Foto: J. Simão
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook