Jamyl Asfury nega que tenha entrado na Justiça para tentar retornar à Aleac

jamyl141014O 2º vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jamyl Asfury (PEN), desmentiu na sessão desta terça-feira, 14, boatos que estariam sendo divulgados na imprensa de que ele teria entrado com uma ação judicial contra a deputada eleita Leila Galvão (PT) para tentar retornar à Aleac em 2015. Segundo o deputado, o mandato da parlamentar governista é legítimo e deve ser respeitado. “A política é disputada no voto, se o candidato ganhar assume o mandato caso contrário paciência. Eu nem sabia que a deputada Leila Galvão respondia algum processo, esse negócio de tentar artifícios políticos para assumir mandato não condiz com minhas convicções políticas. Leila Galvão veio com uma votação muito boa do Alto Acre, fez jus aos dois mandatos de prefeita. Acho importante esclarecer que não contratei uma banca de advogados para tentar tirar o mandato legítimo de Leila”, afirmou.

O deputado destacou que respeita a vontade do eleitorado acreano e reafirmou seu apoio ao projeto da Frente Popular do Acre (FPA) e à reeleição do governador Tião Viana (PT). “Não foi pensando na minha reeleição que defini meu apoio à Frente Popular e sim porque considero que o melhor projeto para o Acre está nas mãos da coligação. Não acredito que houve traição por parte do PT, as estruturas de alguns candidatos do PT eram muito grandes, mas seria injusto dizer que houve favorecimento”, enfatizou.

O parlamentar destacou ainda a ampliação de sua votação em relação ao pleito de 2010, Jamyl Asfury foi o oitavo deputado mais votado obtendo 5.509 votos. “16 deputados tiveram a votação menor que a minha e foram eleitos. Fiquei fora da lista por causa da questão do quociente eleitoral, a lei da oportunidade aos menores partidos, esse é o processo democrático. Antes somente os grandes partidos se elegiam hoje a realidade é outra”, ressaltou.

Para concluir, Jamyl Asfury disse que a única certeza que tem para 2015 é que retornará ao seu cargo na Polícia Federal. “Ano que vem seguirei como agente da Polícia Federal, mas estarei à disposição para continuar contribuindo com o projeto da FPA”, concluiu.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com